Testosterona: uma opção para perda de peso e controle do diabetes em homens maduros

10 de setembro de 2020

A reposição de testosterona em homens de meia-idade e idosos que sofrem de Distúrbio Androgênico do Envelhecimento Masculino ou “andropausa” já é consagrada por trazer uma série de benefícios como melhora do desejo sexual, da ereção, força muscular, bem-estar físico e mental, saúde óssea, entre outros.

Entretanto, quando o assunto é perder peso isso não fica tão claro. Apesar da testosterona promover ganho de massa muscular, o que deveria “acelerar o metabolismo”, estudos anteriores observaram apenas perdas discretas de peso em curto e médio prazo.

Eis que um novo estudo apresentado esse ano no Congresso Europeu e Internacional de Obesidade (Farid Saad, DVM, PhD) mostrou que grande perda de peso pode sim acontecer, porém ela virá em um prazo maior.

Após 11 anos de acompanhamento, pacientes obesos maduros com deficiência de testosterona que receberam 1000 mg de Undecanoato de Testosterona intramuscular a cada 3 meses conseguiram perder em média 23 kg em comparação a 6 kg de perda do grupo controle, nada mal!

Outro ponto positivo foi o controle do diabetes. Dos pacientes obesos que sofriam de diabetes e falta de testosterona, 22% deixaram de usar medicamentos para o diabetes pois conseguiram controlar a doença graças a perda de peso promovida pelo hormônio masculino.

Por que esse efeito demora para aparecer? De acordo com o autor do estudo é necessário antes ocorrer um remodelamento tecidual, ou troca de massa gorda por massa muscular, para que esses benefícios sejam conquistados. E isso leva um certo tempo para acontecer.

É possível que um homem perca de 4 a 6 kg de gordura no primeiro ano de tratamento, mas poderá ganhar quase o equivalente em músculo nesse período e o peso não mudará tanto. Porém, em longo prazo, esse aumento de massa magra irá impulsionar o metabolismo e promoverá perda de peso consistente.

Portanto senhores, tenham paciência! Aproveitem os benefícios imediatos do uso de testosterona e aguardem os bons resultados futuros. Consulte sempre um endocrinologista!

Outros Artigos

Gostou do nosso material ?

Continue acompanhando nossos lançamentos semanais, recebendo avisos diretamente no seu e-mail,
assine nossa newsletter e siga nossas redes sociais para ficar ligado!