Quem não pode fazer dieta cetogênica?

23 de julho de 2020

A dieta cetogênica, sem dúvida, é uma das mais populares e seguidas por quem deseja perder peso de maneira rápida e eficaz.

Essa dieta consiste em reduzir drasticamente o consumo de carboidratos para menos de 50g ao dia em média. Nessa situação, a energia dos carboidratos se esgota rapidamente e a produção de insulina praticamente fica zerada.

Quando a insulina baixa, é ativada a enzima lipase sensível a hormônio, que libera de maneira intensa as reservas de gordura que servirão de combustível para o organismo, o que resulta em intensa perda de peso. Parte dessa gordura liberada é convertida em cetona pelo fígado, pois certos órgãos, como o cérebro, não são capazes de utilizar gorduras diretamente, daí o nome dieta cetogênica.

De fato, a perda de peso da dieta cetogênica pode impressionar, mas para muitos não é nada fácil de ser feita.

Sintomas como fraqueza, dores de cabeça, alterações de humor, mau hálito, são comuns e podem ser intensos. Além disso, para um grupo de pessoas, ela não deve ser seguida pois oferece graves riscos à saúde, são eles:

👉 Portadores de insuficiência hepática, cardíaca e renal;
👉 Gestantes e mulheres que estão amamentando;
👉 Crianças e adolescentes em fase de crescimento;
👉 Idosos frágeis;
👉 Diabéticos tipo 1 e alguns diabéticos tipo 2 dependentes de insulina;
👉 Portadores de doenças cardiovasculares recentes, como infarto e acidente vascular cerebral;
👉 Em transtornos psiquiátricos graves, como esquizofrênicos, depressivos graves e bipolares;
👉 Portadores de bulimia e anorexia nervosa;
👉 Ácido úrico não controlado, principalmente naqueles com histórico de gota e cálculos renais;
👉 Alcoólatras e dependentes de drogas
👉 Usuários de diuréticos e de corticoides;
👉 Doentes com câncer que estão em tratamento.

Para os demais a dieta cetogênica pode ser considerada, porém jamais feita sem o devido acompanhamento do médico e do nutricionista, pois a redução agressiva de carboidratos pode também diminuir muito o aporte de certas vitaminas e minerais e desnutrir o paciente.

Outros Artigos

Gostou do nosso material ?

Continue acompanhando nossos lançamentos semanais, recebendo avisos diretamente no seu e-mail,
assine nossa newsletter e siga nossas redes sociais para ficar ligado!