Chocolate meio amargo faz bem ao seu coração

30 de julho de 2020

O consumo regular de chocolate faz bem ou mal para a saúde? 
Para os amantes de chocolate, um novo artigo publicado esse mês no European Journal of Preventive Cardiology se tornou um bom argumento para não deixar de lado essa deliciosa sobremesa.

Esse estudo, uma meta-análise (reunião de vários artigos publicados sobre o assunto) com mais de 330 mil pessoas, mostrou que o consumo de chocolate mais de uma vez por semana ou mais de 3,5 vezes ao mês diminuiu em 8% o risco de desenvolver doença cardiovascular, como infarto e angina.

Não só ao coração, o chocolate também foi benéfico para melhorar a circulação e diminuir o risco de acidente vascular cerebral. Provavelmente isso se deve a algumas substâncias presentes no cacau como catequinas, flavonóides e polifenóis, que possuem ação anti-inflamatória, antioxidante, aumentam os níveis de colesterol bom (HDL) que limpa as artérias, além de ajudarem na dilatação dos vasos, diminuindo assim a pressão arterial.

Mas atenção, como já diz o título, a maioria dos estudos sobre o assunto diz respeito ao chocolate meio amargo, aqueles com teor de cacau maior ou igual a 60%. Chocolates ao leite, branco e outros com alto teor de açúcar e gordura derivada de manteiga e outros óleos vegetais não mostraram esse benefício, pelo contrário, seu consumo em excesso pode piorar os níveis de colesterol ruim e de glicemia, além de serem mais calóricos na maior parte das vezes.

Também não podemos exagerar no chocolate meio amargo, o recomendável é consumir um tablete de 30g cerca de duas vezes na semana e evitar preparações mais calóricas cheias de caramelos e nozes, pois mesmo sendo mais saudável o excesso pode levar ao ganho de peso e suas consequências.

Outros Artigos

Gostou do nosso material ?

Continue acompanhando nossos lançamentos semanais, recebendo avisos diretamente no seu e-mail,
assine nossa newsletter e siga nossas redes sociais para ficar ligado!