Arroz branco em excesso aumenta o risco de diabetes

1 de outubro de 2020

Base da dieta do brasileiro e de vários povos do mundo, é difícil imaginar nosso prato sem arroz e seu parceiro inseparável o feijão.

Existem vários tipos de arroz, integral, negro, selvagem, basmati, jasmine etc., mas o mais consumido não só aqui como no resto do planeta é o arroz branco polido.

Apesar desse arroz ser produzido em larga escala, ser mais durável e de mais fácil estocagem, ele é um dos alimentos que mais elevam a glicemia após as refeições, o que acaba por forçar o pâncreas a produzir muito mais insulina para controlar a taxa de glicose e leva, com o passar dos anos, a sua sobrecarga, esgotamento e desenvolvimento de diabetes.

Isso não quer dizer que devemos cortar o arroz branco da dieta e sim consumir com moderação. Então, qual quantidade de arroz poderia ser considerada nociva?

De acordo com um estudo publicado esse mês na revista médica Diabetes Care que observou o padrão de consumo de arroz branco em diversos países do mundo, aqueles que consumiam 3 ou mais xícaras de arroz branco cozido ao dia (> 450 g de arroz), tiveram um risco 20% maior de desenvolver diabetes tipo 2 em comparação aqueles que consumiam no máximo uma xícara de arroz branco ao dia (< 150 g ao dia) ao longo de quase 10 anos de acompanhamento.

Esse risco foi ainda maior em países do sul da Ásia, como Índia, Paquistão, Bangladesh e Nepal, que são os recordistas mundiais no consumo de arroz branco, em média 630 g ao dia e o risco de ter diabetes foi 61% maior.

Apesar de hoje criticarmos o aumento do preço do arroz, ele ainda é considerado um produto barato, de tal forma que há uma relação entre aumento da pobreza e maior consumo proporcional de arroz em detrimento de outros alimentos.

Portanto, é essencial termos refeições balanceadas, com carnes magras, feijões, legumes e vegetais, que irão diminuir o espaço do prato a ser preenchido pelo arroz branco. E, sempre que possível, opte pelo arroz em sua forma integral, que tem uma absorção de glicose menor do que o branco.

Outros Artigos

Gostou do nosso material ?

Continue acompanhando nossos lançamentos semanais, recebendo avisos diretamente no seu e-mail,
assine nossa newsletter e siga nossas redes sociais para ficar ligado!