São Paulo: (11) 3271.7007 / (11) 3277.0708 • Atibaia: (11) 2427.9188 / (11) 2427.9199  

Alimentos Ultraprocessados e Excesso de Peso

Publicado domingo, 15 de janeiro de 2017

arte alimentos ultraprocessados

Uma boa estratégia para perda peso é evitar alimentos ultraprocessados, que seriam aqueles que possuem baixa ou nenhuma quantidade de comida em sua forma natural ou integral, como batata chips, biscoitos de qualquer espécie, principalmente recheados, nuggets, refrigerantes, sucos industrializados, balas, salsichas, salgadinhos, macarrão instantâneo, comida congelada e industrializada, pretzels, entre outros. Em resumo, comidas que não se parecem em nada com alimentos naturais. Parece algo simples, mas que poucos colocam em prática por subestimarem a quantidade real consumida ao longo do dia e por não terem noção do tamanho do estrago que estes alimentos provocam em nosso organismo.

Qual o impacto que alimentos ultraprocessados tem sobre o ganho de peso?

Um estudo espanhol publicado em novembro/2016 no “American Journal of Clinical Nutrition”, acompanhou um grupo de 8451 pessoas por quase uma década e verificou a quantidade de porções de alimentos ultraprocessados que foi consumida diariamente por estes indivíduos.
Verificou-se ao final deste estudo que 23% daqueles com peso inicialmente saudável passaram a ter sobrepeso ou obesidade. Aquelas que consumiram elevadas quantidades de alimentos ultraprocessados, de 6 ou mais porções diárias, de acordo com o estudo, apresentaram um risco 26% maior de ganhar peso em comparação ao grupo que nunca ou raramente consumiam este tipo de comida. É muito!

Por que alimentos ultraprocessados engordam tanto?

Para realçar o sabor dos mesmos e por conta do excesso de conservantes e substâncias estabilizadoras, utiliza-se uma quantidade muito maior de açúcar, gordura e sódio por grama de alimento em comparação àqueles minimamente industrializados ou caseiros que utilizam ingredientes naturais. Na sua maioria eles contem baixa quantidade de fibras, que poderiam auxiliar no processo de saciedade e o pior, a combinação de altas quantidades de gordura e açúcar pode ser extremamente viciante para nosso paladar.
Além disto, um outro fator que determina a alta ingesta destes alimentos calóricos está na facilidade de acesso aos mesmos, em qualquer mercado de esquina ou balcão de restaurante por quilo lá estarão estes petiscos, que são relativamente baratos, vendem em pacotes cada vez maiores, muitas vezes não necessitam de refrigeração e já estão prontos ou praticamente prontos para serem consumidos. Esta extrema disponibilidade aumenta a probabilidade de estarmos consumindo calorias adicionais sem que prestemos atenção.

 

Quais estratégias devemos tomar para evitar alimentos ultraprocessados em nossa dieta?

A conclusão de que temos que cortar alimentos ultraprocessados parece meio óbvia, mas por que então não conseguimos fugir deles na prática? Para não cairmos nestas armadilhas, devemos nos empenhar em gastar um pouco mais de tempo (e talvez dinheiro, infelizmente) em elaborar uma lista de supermercado contendo mais alimentos frescos e integrais, levarmos lanchinho saudável de casa ao invés de contar com as opções práticas encontradas lá fora, dedicarmos algum tempo no final de semana para cozinhar e deixar feijão, carnes e legumes congelados para serem consumidos ao longo da semana e por aí vai.
A falta de tempo dos tempos modernos nos leva a procurar por alimentos mais práticos. Entretanto, isto não pode sempre servir de desculpa para fugirmos da essência da reeducação alimentar, saúde deve ser sempre prioridade e temos que dedicar um certo tempo do dia para nos cuidarmos de tal forma que se torne uma rotina, como tomar banho ou cuidar do orçamento da casa.

Consumir alimentos ultraprocessados de vez em quando não é proibido, porém evite “plantar armadilhas” em sua casa ou local de trabalho. Sentiu muita vontade de comer um doce ou batata chips que faz um bom tempo que não come? Compre uma quantidade pequena, apenas para matar à vontade ou divida um pacote maior entre mais pessoas, evite manter grandes quantidades destes alimentos por perto. Como dissemos antes, além de serem muito calóricos, tais petiscos são muito viciantes e é muito provável que você não irá conseguir se controlar e parar de comer enquanto o pacote inteiro não acabar. O que os olhos não vêem o estômago e o cérebro não sentem!

Gostou deste artigo? Clique aqui e cadastre-se para receber dicas de saúde e informações sobre endocrinologia!

Agende sua Consulta

CONSULTÓRIO - SÃO PAULO - SP

Praça Santo Agostinho, Nº 70, Conj. 25, Aclimação
(ao lado do Metrô Vergueiro)


AGENDE POR TELEFONE
Telefones: (11) 3271.7007 / (11) 3277.0708

CONSULTÓRIO - ATIBAIA - SP

Rua João Soares do Amaral, Nº 1005
Vila Santista
 


AGENDE POR TELEFONE
Telefones: (11) 2427.9188 / (11) 2427.9199